Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Voltar
Início do conteúdo da página

15/01/2018

SGTES participa de acolhimento de médicos do Programa Mais Médicos no RN

33 profissionais vão atuar na Atenção Básica do estado pelo Programa

Foto: ASCOM/ SMS Natal

A convite da Secretaria de Saúde do Rio Grande do Norte, o coordenador geral de execuções de Ações Pedagógicas do Departamento de Planejamento e Regulação da Provisão de Profissionais de Saúde (DEPREPS), Paulo Ricardo Silva, participou, nesta segunda-feira (15), da cerimônia de acolhimento dos 33 profissionais do Programa Mais Médicos que irão atuar na Atenção Básica do estado. Desses, 31 irão atuar na capital, Natal; um no município de São Miguel do Gostoso e um em Serra do Mel.

A solenidade, realizada no auditório do Centro Universitário do Rio Grande do Norte (UNI-RN), em Natal, também contou com a participação do secretário estadual da Saúde, George Antunes, dos secretários de saúde dos municípios contemplados, representantes do Conselhos de Secretários Municipais de Saúde (Cosems), Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Organização Pan-americana da Saúde (OPAS), e das equipes que coordenam o Mais Médicos no âmbito estadual, pela Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap)

O Rio Grande do Norte possui, atualmente, 314 médicos atuando pelo Programa; sendo 136 brasileiros, 35 intercambistas e 143 cubanos.  Para o coordenador Paulo Ricardo Silva, os profissionais do estado são parte de uma grande força-tarefa do governo de levar Assistência Básica a todo país. “O Programa tem cumprido seu papel, é permanentemente monitorado e teve uma boa aceitabilidade, visto que registramos o aumento da cobertura, que passou de 23 milhões de brasileiros, em 2013, para uma cobertura atual de 63 milhões de brasileiros”, concluiu.

Segundo o chefe da Divisão de Gestão do Núcleo Estadual do Ministério da Saúde no Rio Grande do Norte (NEMS/RN), Francisco Júnior Rêgo, “este 15° quinto acolhimento dos profissionais do Mais Médicos que estamos promovendo, tem uma grande relevância no tocante à atenção primária dos municípios contemplados nessa chamada, com fortalecimento  da atenção básica do SUS", destaca.

AVANÇOS – A atual gestão do Ministério da Saúde conseguiu avanços significativos para o Mais Médicos. Uma delas foi a renovação por mais três anos do programa. Além disso, a pasta conseguiu reajustar o valor da bolsa anualmente aos médicos participantes, e concedeu, também, um acréscimo de 10% nos auxílios moradia e alimentação de profissionais alocados em municípios e distritos indígenas, que passou de R$ 2.500 mensais para R$ 2.750.

O PROGRAMA – Criado em 2013, o Programa Mais Médicos ampliou à assistência na Atenção Básica fixando médicos nas regiões com carência de profissionais. O programa conta com 18.240 vagas em mais de 4 mil municípios e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI), levando assistência para cerca de 63 milhões de brasileiros. Do total de médicos participantes, 46,9% são profissionais da cooperação com a OPAS, 43,4% brasileiros formados no Brasil ou no exterior e 3,3% são intercambistas estrangeiros.

Ivana Sant’Anna, do NUCOM/SGTES
Atendimento à Imprensa
(61) 3315-3580 / 2898

 

voltar
Fim do conteúdo da página