Portal do Governo Brasileiro
Ir direto para menu de acessibilidade.
Voltar
Início do conteúdo da página

21/11/2016

Toledo (PR) terá nova Faculdade de Medicina e hospital

A abertura de novos cursos de medicina no país faz parte das ações do programa Mais Médicos. A nova unidade hospitalar do município deverá contar com recursos do Ministério da Saúde para manutenção dos serviços prestados à população

O Ministro da Saúde, Ricardo Barros, participou neste sábado (19) às 15h, em Toledo (PR), do lançamento da Pedra Fundamental do novo campus da faculdade de Medicina da Universidade Federal do Paraná (UFPR). A unidade será instalada dentro do Parque Científico e Tecnológico de Biociências (BIOPARK) com previsão de conclusão até 2018. O projeto BIOPARK prevê também a construção de uma nova unidade do Hospital Bom Jesus, gerido pela Associação Beneficente de Saúde do Oeste do Paraná (HOESP).

Para o ministro da Saúde, Ricardo Barros, “a abertura do curso está alinhada à estratégia de ampliação e interiorização da formação médica, promovida pelos ministérios da Saúde e da Educação por meio do Programa Mais Médicos”.

A respeito da instalação de um novo Hospital Bom Jesus no município de Toledo, Barros apontou que o Ministério da Saúde deve apoiar a manutenção da unidade. “Evidentemente que, com a instalação do novo hospital e de novos serviços que serão colocados à disposição da população, o Ministério poderá credenciar e dar o custeio da operação dessas novas ofertas de serviços de saúde”, assegurou.

CURSO DE MEDICINA – Iniciado em março deste ano, o curso de medicina da UFPR no campus de Toledo é o primeiro da cidade. No primeiro vestibular, realizado em 2015, em conjunto com toda a UFPR, foram ofertadas 60 vagas anuais. O novo campus que será construído no BIOPARK, com sede própria, permitirá ampliar a oferta dessas vagas.

Segundo a instituição, mais de 90% dos alunos são paranaenses e, por meio de uma parceria com a prefeitura, desde o primeiro semestre os alunos desenvolvem atividades nas unidades de saúde do município. Esta situação evidencia que a possibilidade de formação na região/cidade natal é atrativa, e pode promover maior fixação dos profissionais formados no interior do país. A interiorização do atendimento médico por meio da expansão direcionada da formação é uma diretriz do governo federal por meio do Mais Médicos.

A abertura de 37 cursos de medicina em cidades fora do eixo das capitais aparece como uma das mais importantes ações do programa Mais Médicos. Os municípios que receberão seu primeiro curso de medicina foram selecionados criteriosamente pelo Ministério da Saúde, de modo a garantir a estrutura necessária para receber os novos alunos. Juntas, as 37 escolas abrirão 2.355 vagas, sendo 215 delas em quatro cidades paranaenses selecionadas – Campo Mourão (50), Guarapuava (55), Pato Branco (50) e Umuarama (60). Após a assinatura dos termos de compromisso, as instituições de ensino têm 18 meses para implantar o curso. Este processo é monitorado pelo MEC.

HOSPITAL BOM JESUS – O Hospital é referência no atendimento de doença renal, crônica, cardiologia, cirurgia reparadora, oncologia e transplante. A unidade também oferece atendimento de pré-natal, psicossocial, fisioterapia, hemoterapia, traumatologia e ortopedia. O Ministério da Saúde repassou, em 2015, cerca de 10,7 milhões de custeio para a Unidade. Para o município de Toledo, foram repassados R$ 4,2 milhões pelo Teto MAC para custeio das ações de média e alta complexidade.

 

Por Nicole Beraldo e Priscila Silva, da Agência Saúde

 

voltar
Fim do conteúdo da página